Pare de querer sempre receber (não é um texto sobre o dia da Mulher, mas também é)

Diz um dos textos clássicos da Kabbalah que você só se torna divino quando supera a necessidade de receber, para viver, concretamente, a vontade de doar. Mas não um doar egóico, que doa pra receber o agradecimento, o reconhecimento ou ocupar um lugar de poder indireto e diferenciado: um doar totalmente desprendido. Um doar totalmente desconhecido do ser humano comum. No caso, eu e você. … Continue a ler Pare de querer sempre receber (não é um texto sobre o dia da Mulher, mas também é)

O ônus da cadeira

A grande e maravilhosa cadeira de chefe. Geralmente maior, mais confortável, mais aerodinâmica e suntuosa – talvez pra aguentar um corpo cansado de tanta coisa pra administrar ao mesmo tempo; tanta gente pra atender, tanto problema pra resolver, tanta política pra fazer, tanta decisão pra tomar. Bem-vindos à liderança real. Assim como a maternidade, a liderança é cercada de mitos e supostas benesses incontestáveis. O … Continue a ler O ônus da cadeira

Obrigado por ter me ouvido

É o que eu e Yuri, meu sócio na Real Time Coaching, mais ouvimos dos nossos amigos-clientes-coachees-queridos-amados-da-vida (é, a gente curte estabelecer um vínculo, como já foi possível perceber. Não somos muito tradicionais na relação fornecedor-cliente; não somos muito tradicionais em quase nada. Enfim.) E isso me chama muito a atenção. Primeiro, positivamente, porque o nível de entrega é absurdamente grande e profundo e intenso … Continue a ler Obrigado por ter me ouvido

Crie expectativas SIM – e aprenda a lidar com a frustração

Volta e meia fica popular no Facebook uma frase que pode vir acompanhada de uma foto do horizonte ou de uma estrela de Hollywood (não entendo nenhum dos dois símbolos atrelados, mas ok): basicamente a mensagem diz pra criar cachorro, filho, peixe, mas nunca NUNCA expectativas. Eu fico muito intrigada com essas coisas. Porque só consigo pensar que esse eterno movimento de construir blindagem impermeável, … Continue a ler Crie expectativas SIM – e aprenda a lidar com a frustração

Referências profissionais podem não servir pra nada – parte I

Calma. Eu posso explicar. Até servem, mas eu recomendo parcimônia. É muito comum que RH´s e Headhunters, principalmente quando estão recrutando para níveis Executivos, considerem as referências profissionais anteriores como respaldos para decisões de contratação ou, até mesmo, de desclassificação de candidatos. Vamos partir do princípio que, se é o candidato que oferece o contato, muito provavelmente essa referência não será um desafeto, pra dizer … Continue a ler Referências profissionais podem não servir pra nada – parte I

Ser um exemplo significa…

… ser referência ética, ser honesta, não mentir; … saber mais que meu time; … ter sempre a resposta ou o caminho pra resolver um problema; … ter um comportamento adequado, não perder a calma, não explodir, principalmente em público; … estar atualizada; … ouvir, ponderar, argumentar, não ser autoritária; … controlar os sentimentos no trabalho; … não expor sentimentos no trabalho; … não ter … Continue a ler Ser um exemplo significa…

Do que são feitos os seus sonhos?

É ano-novo e esse poderia ser mais um texto sobre como definir metas, ser grata, disciplinada e ganhar aquele corpo perfeito em sete dias úteis (porque corridos complica, né, fim de semana, etc). Ou poderia ser um texto sobre como conseguir aquele emprego dos sonhos, já que, afinal, estamos no Linkedin. Mas não é. Eu não vou dividir com você como eu me organizo pra … Continue a ler Do que são feitos os seus sonhos?

Ser, estar, permanecer e desistir

No fundo, tudo tem a ver com escolhas e com o que se quer não pro futuro – MAS PRO PASSADO Neste exato momento estou cruzando a fronteira do Brasil com a Argentina (não me julguem) rumo ao Chile. Quase quatro horas de viagem são suficientes pra refletir sobre quase tudo na vida – principalmente sobre acontecimentos das últimas duas semanas, pelo menos. Estou inundada … Continue a ler Ser, estar, permanecer e desistir

Porque temos adultos mal-educados

Funcionários, líderes, parceiros, olhe à sua volta: certamente você se lembrará de alguém. Muito se fala em caráter, compaixão e amor ao próximo. No mundo corporativo, são conceitos que também queremos encontrar no trabalho em equipe, no respeito aos microssistemas internos de toda empresa e, mais ainda, no famoso vestir a camisa – que dispensa maiores explicações. Tudo isso exige uma dose generosa de colaboração … Continue a ler Porque temos adultos mal-educados